Terapia do Esquema com Pacientes Difíceis (Depressivos e Paranóicos)

Admin bar avatar
122
122

A Terapia do Esquema (TE) de Jeffrey Young é considerada uma expansão da Terapia Cognitivo-Comportamental tradicional, que amplia o modelo cognitivo da Terapia Cognitiva de Aaron Beck. Esta abordagem oferece mais ferramentas e técnicas para intervenções com padrões de pensamentos e comportamentos inflexíveis, oferecendo estratégias voltadas para a origem e a mudança de aspectos mal adaptativos.

A Terapia do Esquema tem se mostrado relevante para a compreensão de uma série de transtornos psicológicos. Dentre eles, a literatura aponta para Transtornos de Personalidade, do amor patológico, da violência conjugal, do estresse pós-traumático, do consumo de álcool, do suicídio, da ansiedade e da depressão.Dando continuidade a mais completa Formação Online em Terapia do Esquema no Brasil, este curso oferece compreensão sobre a teoria e prática no atendimento com dois tipos de pacientes: depressivos e paranoides.

  • Depressivos

O transtorno depressivo maior (TDM) é um transtorno do humor que afeta milhares de pessoas, atualmente. É considerado um dos transtornos mentais com maior prejuízo em todo mundo, gerando perdas nas relações interpessoais, atividades, laborais e internações médicas/ambulatoriais.

O transtorno depressivo pode acontecer uma única vez ou pode se repetir várias vezes, alternando diversos graus de intensidade. Os níveis dos sintomas nesses períodos da depressão recorrente podem variar entre pesados e leves, ou seja, em alguns você pode se sentir mal, mas continuar a viver normalmente, já em outros você mal consegue sair da cama.

A depressão é considerada crônica quando os sintomas persistem por dois anos ou mais. Atualmente os tratamentos incluem psicoterapia, antidepressivos ou sua combinação entre essas duas intervenções. Apesar da psicoterapia ser eficaz no tratamento de depressão crônica, os tamanhos de efeito são bastante pequenos indicando que há espaço para melhorias. Uma melhor compreensão dos mecanismos que contribuem para a mudança dos sintomas é a chave para melhorar os tratamentos atuais

Este tipo de paciente apresenta maior grau de incapacitação, têm um risco de internação três vezes maior e, quando internados, apresentam internações mais longas.

Avaliando especificamente a depressão, um estudo holandês encontrou que pessoas deprimidas são caracterizadas por esquemas desadaptativos específicos (fracasso, privação emocional e abandono / instabilidade) e que esses esquemas permanecem relativamente estáveis após tratamento ambulatorial para depressão.

  • Paranoides

O termo “paranóia” tem sido utilizado para definir uma série de psicopatologias ou características sintomatológicas, incluindo algumas de ordem psicótica. Historicamente, esse conceito passou a compreender uma série de delírios, como o de ciúme, grandeza e perseguição, especialmente, cujas origens eram inicialmente atribuídas às experiências vividas pelos seus portadores no passado.

No Transtorno de Personalidade Paranoide, salienta-se o Esquema de Desconfiança/Abuso, o qual está inserido no Domínio da Desconexão e Rejeição. Pacientes com esse domínio, normalmente, descrevem suas famílias de origem como frias e distantes, resultando em uma incapacidade de satisfazer suas necessidades básicas, como lhe proporcionar estabilidade e cuidado durante a infância.

A sensação subjectiva, típica do transtorno, de que os outros são malévolos, manipuladores, ameaçadores, é característica dos Esquemas de Desconfiança/Abuso e de Defectividade/Vergonha, também categorizados por Young et al. As experiências infantis que compõem esses esquemas, sobretudo, estão associadas a situações de abuso em que o sobrevivente depara-se com sentimentos mistos de raiva, vergonha, medo, desamparo e acumulação.

 

EMENTA DO CURSO:

1) Introdução a Terapia do Esquema;

  • conceitos chaves como EID, necessidades emocionais, processos de manutenção do esquema, reparentalização limitada;

2) Terapia do Esquema x Modos do Esquema

3) Relação Terapêutica

4) Transtorno de Personalidade

  • Depressiva critérios de avaliação pelo DSM-V

5) Transtorno de Personalidade Paranoide

  • critérios de avaliação pelo DSM-V

6) Conceituação e intervenção em Terapia do Esquema com pacientes Depressivos

7) Conceituação e intervenção em Terapia do Esquema com pacientes Paranoide

Detalhes do Curso

  • Duração 12 horas
  • Idioma Português
  • Certificado Sim
  • Critérios de avaliação Sim

Admin bar avatar Melissa Fioravante

Mestrado pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, na linha de pesquisa História e Filosofia da Psicologia. Graduação pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora. Coordenadora do Semente Cursos em Psicologia. Experiência na área de Saúde Coletiva e atendimento clínico na abordagem da Terapia Cognitivo-Comportamental, especificamente em Terapia do Esquema. Professora do Curso de Formação Presencial em Terapia do Esquema, em Juiz de Fora/MG. Professora em diversos cursos de pós-graduação em psicologia. Atende pacientes em consultório particular e oferece supervisão em Terapia Cognitivo-Comportamental.
O currículo está vazio
Mestrado pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, na linha de pesquisa História e Filosofia da Psicologia. Graduação pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora. Coordenadora do Semente Cursos em Psicologia. Experiência na área de Saúde Coletiva e atendimento clínico na abordagem da Terapia Cognitivo-Comportamental, especificamente em Terapia do Esquema. Professora do Curso de Formação Presencial em Terapia do Esquema, em Juiz de Fora/MG. Professora em diversos cursos de pós-graduação em psicologia. Atende pacientes em consultório particular e oferece supervisão em Terapia Cognitivo-Comportamental.

Avaliações

Média de Avaliações

0
0 avaliação

Avaliações detalhadas

5
0%
4
0%
3
0%
2
0%
1
0%

Detalhes do Curso

  • Duração 12 horas
  • Idioma Português
  • Certificado Sim
  • Critérios de avaliação Sim

Admin bar avatar Melissa Fioravante

Mestrado pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, na linha de pesquisa História e Filosofia da Psicologia. Graduação pelo Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora. Coordenadora do Semente Cursos em Psicologia. Experiência na área de Saúde Coletiva e atendimento clínico na abordagem da Terapia Cognitivo-Comportamental, especificamente em Terapia do Esquema. Professora do Curso de Formação Presencial em Terapia do Esquema, em Juiz de Fora/MG. Professora em diversos cursos de pós-graduação em psicologia. Atende pacientes em consultório particular e oferece supervisão em Terapia Cognitivo-Comportamental.